gin viajador.jpg

"Comecei a correr lentamente. Tive a impressão de que me movia em câmera lenta, com passos preguiçosos, os pés flutuavam ao mesmo tempo no ar"

(Buzz Aldrin, Apolo 11, em seu livro "Magnificent Desolation").

 

"Encontrar o equilíbrio não era fácil, porém. Observei que, quando eu dava saltos longos, tendia a me inclinar para trás. Quase caí uma vez e disse a mim mesmo que tinha que parar" (Neil Armstrong, interrogatório técnico).

 

"De repente me dei conta de que as moléculas do meu corpo, da nave espacial e de meus companheiros vinham de gerações de estrelas. De repente experimentei isso de maneira muito pessoal, em vez de uma reflexão objetiva do tipo 'Ah, sim, as moléculas e os átomos vêm das estrelas'. Não: minhas moléculas foram feitas nessas estrelas, foi uma loucura!"

(Edgar Mitchell, Apolo 14).

 

"APOLLO XI: Aquelas coisas são gigantes…. Não, não é uma ilusão de ótica. Ninguém vai acreditar nisso.

CONTROLE DA MISSÃO (HOUSTON CENTER): O quê? …. Que diabo está acontecendo? O que há de errado com você?

APOLLO XI: Eles estão aqui…

CONTROLE DA MISSÃO: O que está lá? Transmissão interrompida… interferência… Controle chamando Apollo XI.

APOLLO XI: Nós vimos alguns visitantes; eles estiveram observando os instrumentos.

CONTROLE DA MISSÃO: Repita sua última informação.

APOLLO XI: Eu disse que existem outras naves espaciais. Estão alinhados no outro lado da cratera.

CONTROLE DA MISSÃO: Repita, Repita!

APOLLO XI: …automatic relay conectado…. Minhas mãos estão tremendo. Eu não consigo fazer nada. Filmo isso? Deus! Se essas câmeras malditas registrarem qualquer coisa… E então?

CONTROLE DA MISSÃO: Você conseguiu registrar alguma coisa?"

 

Transcrição da transmissão de rádio feita pela Apollo 11 na Lua em 21 de julho de 1969.

 

 

GIN VIAJADOR: Não vi as fotos, mas te garanto que a sensação de tomar o Gin Viajador é digna de uma viagem a Lua.

 

Está pronto para viajar? 

logo cartão so astronauta.jpg